• Renato Barata Gomes | CEO Dama Import Export

Comércio Exterior: O ano de 2020 e perspectivas para 2021

A pandemia está sendo um grande desafio para todas as áreas e impacta diretamente o comércio exterior. O desabastecimento global ao longo de 2020 gerou efeitos nunca antes vistos na logística internacional. A estimativa é que o fluxo do comércio exterior tenha reduzido em 30%.


As primeiras notícias do Coronavírus ecoaram como uma bomba na China, que estava em meio ao feriado Chinês, prolongando a parada das fábricas Chinesas mais do que o normal, desencadeando uma série de problemas de fornecimento e afetando toda a cadeia produtiva no mundo todo.


Os picos da doença, ocorreram em épocas distintas em várias partes do mundo gerando um desequilíbrio entre oferta e demanda, e culminando em uma falta de produtos em diversas áreas da indústria e uma crise nunca antes enfrentada no transporte internacional.


O dólar alto também influenciou, deixando a matéria prima mais cara para quem importa e para o bolso do consumidor, porém criando oportunidades de negócio para quem exporta.


A palavra chave para 2021 é estabilidade. Estabilidade na saúde, estabilidade nas empresas, estabilidade no dólar, estabilidade na oferta e demanda, estabilidade no frete internacional, estabilidade cambial.


O empresário precisa planejar e analisar o cenário no qual sua empresa está inserida. Precisa também estar próximo de seus stakeholders para poder buscar soluções de parceria em conjunto e minimizar os impactos para a sociedade.


A vacina com certeza trará mais estabilidade, deixando o empresariado e os governantes mais tranquilos, trazendo maior segurança para a população, minimizando o desemprego e trazendo novamente a confiança para que novos investimentos possam ocorrer e para que a economia volte a crescer.


Leia também: A alta do frete internacional, e agora?

19 visualizações0 comentário